056-Tudo em Cristo

"Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão;
pois a peleja não é vossa, mas de Deus."
(2 Crônicas 20:15)


Letra : Sabine Baring Gould, 1865
Música: Arthur S. Sullivan, 1871
Tradução: Henry Maxwell Wright (H.M.W.)

 

TUDO EM CRISTO
ONWARD, CHRISTIAN SOLDIERS
1
Dantes, trabalhava
sempre com temor,
Mas descanso, agora
em meu Salvador;
Dantes "esperava";
hoje, “bem o sei”
Que estou salvo em Cristo,
meu bendito Rei.

Coro
Tudo! Tudo em Custo,
Que por mim morreu.
Tudo! Tudo em Cristo!
Cristo é todo meu.


2
Dantes, desejava
bênção do Senhor;
Hoje, mais de Cristo,
mais de Seu amor!
Não somente a bênção,
que tão pronto dá,
Mas Ele mesmo a fonte
em quem tudo está.

3
Dantes, duvidava,
era sempre "o eu”:
Hoje, bem conheço
Cristo, além do véu,
Sacerdote eterno,
lá por mim entrou;
NEle estou completo,
nEle aceito sou.

4
Dantes queria o mundo;
hoje, há só Jesus!
Dantes, eram trevas:
hoje, é plena luz;
Dantes, o receio,
hoje, a doce paz,
Tudo a Cristo deixo,
Ele me satisfaz.

1
Onward, Christian soldiers,
marching as to war,
With the cross of Jesus
going on before.
Christ, the royal Master,
leads against the foe;
Forward into battle
see His banners go!

Refrain
Onward, Christian soldiers,
marching as to war,
With the cross of Jesus
going on before.


2
At the sign of triumph
Satan’s host doth flee;
On then, Christian soldiers,
on to victory!
Hell’s foundations quiver
at the shout of praise;
Brothers lift your voices,
loud your anthems raise.

3
Like a mighty army
moves the church of God;
Brothers, we are treading
where the saints have trod.
We are not divided,
all one body we,
One in hope and doctrine,
one in charity.

4
What the saints established
that I hold for true.
What the saints believed,
that I believe too.
Long as earth endureth,
men the faith will hold,
Kingdoms, nations, empires,
in destruction rolled.

5
Crowns and thrones may perish,
kingdoms rise and wane,
But the church of Jesus
constant will remain.
Gates of hell can never
´gainst that church prevail;
We have Christ’s own promise,
and that cannot fail.

6
Onward then, ye people,
join our happy throng,
Blend with ours your voices
in the triumph song.
Glory, laud and honor
unto Christ the King,
This through countless ages
men and angels sing.

HISTÓRIA

O Pastor que escreveu este hino, foi autor de mais de 100 livros, incluindo
30 romances, e uma Enciclopédia de 16 volumes, porém, o que mais traz à
lembrança o seu nome é este hino, cantado e conhecido, em todo o mundo.
Sua inspiração surgiu em razão de existir uma tradição na cidade de
Yorkshire, Inglaterra, onde morava, na qual era comum as crianças vir à
frente carregando as bandeiras, nos desfiles. O Pastor gostaria que
cantassem enquanto marchavam. Entretanto, como não havia um cântico
apropriado para o evento, resolveu escrever ele mesmo, durante a noite que 
antecedia o desfile. Dessa maneira, nasceu o hino "ONWARD, CHRISTIAN
SOLDIERS" (Tudo em Cristo), de maneira muito simples, sem qualquer
pretenção de que fosse publicado.

Trinta anos mais tarde, comentando sobre este hino, Baring-Gould afirmou:

"Foi escrito muito rápido e eu fiquei preocupado que algumas rimas não estivessem bem elaboradas. Com certeza, nada me surpreendeu mais do que a maneira como se tornou conhecido."

Foi cantado no início, com o movimento lento da Sinfonia de Haydn em Ré, Nº 15, porém, não demorou muito para ser substituída pela melodia "St Gertrude", escrita pelo notável compositor e organista Arthur S. Sullivan.

É um convite ao cristão para lutar contra as hostes de Satanás, não tendo temor e marchando sempre, pela cruz de Cristo, tomando as armaduras da fé. Com sua imponência rítmica, nos sentimos compelidos a marchar na estrada da fé, tendo Cristo como nosso General e vencendo assim todas as provações deste mundo vil e tendo como alvo a glória que está preparada para os salvos valentes que vencerem através do sangue de Jesus Cristo.