046-Um pendão real

"Deste um estandarte aos que te temem,
para o arvorarem no alto, por causa da verdade."
(Salmos 60:4)


Letra : Daniel Webster Whittle, 1885
Música: James McGranahan
Tradução: Henry Maxwell Wright (H.M.W.)

 

UM PENDÃO REAL
THE BANNER OF THE CROSS

1
Um pendão real vos entregou o Rei
A vós, soldados Seus;
Corajosos, pois, em tudo o defendei,

Marchando para os céus.

Coro
Com valor! Sem temor!
Por Cristo prontos a sofrer!
Bem alto erguei o Seu pendão,
Firmes sempre, até morrer!

 

2
Eis formados já os negros (densos) batalhões
Do grande usurpador!
Declarai-vos, hoje, bravos campeões;
Avante sem temor.


3
Quem receio sente no seu coração,
E fraco se mostrar,
Não receberá o eterno galardão,
Que Cristo tem pra dar.

 

4
Pois sejamos, todos, a Jesus leais,
E a Seu real pendão;
Os que na batalha sempre são fiéis,
Com Ele reinarão.

1
There’s a royal banner given for display
To the soldiers of the King;
As an ensign fair we lift it up today,
While as ransomed ones we sing.

Refrain
Marching on, marching on,
For Christ count everything but loss!
And to crown Him King, we’ll toil and sing,
’Neath the banner of the cross!


2
Though the foe may rage and gather as the flood,
Let the standard be displayed;
And beneath its folds, as soldiers of the Lord,
For the truth be not dismayed!

3
Over land and sea, wherever man may dwell,
Make the glorious tidings known;
Of the crimson banner now the story tell,
While the Lord shall claim His own!

4
When the glory dawns—’tis drawing very near,
It is hastening day by day—
Then before our King the foe shall disappear,
And the cross the world shall sway!

HISTÓRIA

 

Na verdade, o "Um Pendão Real" é um dos hinos do período áureo da canção evangelística no protestantismo norte-americano. Seu compositor e seu autor, respectivamente, James McGranahan e Daniel Webster Whittle, foram figuras ligadas ao surgimento e disseminação de hinos de apelo popular, na segunda metade do século XIX. "Um Pendão Real" foi composto em 1884, ganhando o título original de "There’s a Royal Banner". McGranahan tornou-se um dos mais famosos compositores e cantores de canções evangelísticas, sucedendo a outro grande nome desse movimento, Philip P. Bliss.

Em 1893, um lisboeta de ascendência inglesa, Henry Maxwell Wright, evangelista e também hinólogo, traduziu "There’s a Royal Banner" para o português, especialmente para a instalação das atividades da Associação Cristã de Moços (ACM) no Brasil. O hino acabou se tornando a canção oficial da ACM brasileira, sendo entoado por muitos anos nessa condição.

Foi, porém, como o hino oficial da IPIB que o "Um Pendão Real" se tornou conhecido no protestantismo brasileiro. Por décadas, ele tem sido cantado como uma autêntica "marselhesa" da Igreja Presbiteriana Independente, incendiando os corações com o mesmo fogo que incandesceu os protagonistas de 1903.

No ano de 1975 o "Salmos e Hinos" passou por uma revisão, sendo então alterada a letra de "Um Pendão Real" na nova edição. A IPI do Brasil, porém, determinou que o seu hino oficial continuasse a ser entoado com a letra original. No Supremo Concílio de 1987 fez-se a única alteração: a substituição da palavra "negros" por "densos", na primeira linha da segunda estrofe.