033-Com tua mão

"... tu me sustentaste pela minha mão direita."
(Salmos 73:23)


Letra : Fanny Crosby, 1879
Música: Hubert P. Main, 1880
Tradução: H.M.W.

 

 

COM TUA MÃO SEGURA
HOLD THOU MY HAND
1
Com Tua mão,
segura bem a minha,
Pois eu tão fraco sou,
ó Salvador!
Que não me atrevo
a dar nem um só passo
Sem Teu amparo,
meu Jesus Senhor!

2
Com Tua mão,
segura bem a minha,
E mais e mais
unido a Ti, Jesus.
Ó traze-me,
que nunca me desvie
De Ti, Senhor,
a minha vida e luz!

3
Com Tua mão,
segura bem a minha,
E, pelo mundo,
alegre seguirei:
Mesmo onde as sombras
caem mais escuras
Teu rosto vendo,
nada temerei.

4
E, se chegar
à beira desse rio,
Que Tu por mim
quiseste atravessar,
Com Tua mão
segura bem a minha,
E sobre a morte
eu hei de triunfar.

5
Quando voltares
esses céus rompendo,
segura bem
a minha mão, Senhor,
E, meu Jesus,
ó leva-me contigo,
Para onde eu goze
Teu eterno amor.
1
Hold Thou my hand;
so weak I am, and helpless,
I dare not take
one step without Thy aid;
Hold Thou my hand;
for then, O loving Savior,
No dread of ill
shall make my soul afraid.

2
Hold Thou my hand,
and closer, closer draw me
To Thy dear self—
my hope, my joy, my all;
Hold Thou my hand,
lest haply I should wander,
And, missing Thee,
my trembling feet should fall.

3
Hold Thou my hand;
the way is dark before me
Without the sunlight
of Thy face divine;
But when by faith
I catch its radiant glory,
What heights of joy,
what rapturous songs are mine!

4
Hold Thou my hand,
that when I reach the margin
Of that lone river
Thou didst cross for me,
A heavenly light
may flash along its waters,
And every wave
like crystal bright shall be.

HISTÓRIA


A descrição da maneira como surgiu a inspiração deste hino, em 1879, não pode ser melhor do que nas próprias palavras da sua autora, a incomparável poeta e hinista que perdeu a visão com apenas seis semanas de vida, Fanny Crosby:

"Por um bom período de tempo, antes de eu escrever este hino, tudo parecia triste prá mim. Na realidade, foi um experiência fora do comum, porque eu sempre fui uma pessoa feliz e contente. E assim, na minha fraqueza humana, eu clamei em oração: "Querido Senhor, segura a minha mão". Quase que instantaneamente, a mais doce paz, proveniente de uma perfeita convicção, voltou ao meu coração e minha gratidão por esta prova de que minha oração foi respondida, brotou naturalmente como um cântico nas linhas deste hino."