015-Conversão

"Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos."
(1 Timóteo 2:5-6)


Letra: Isaac Watts, Hymns and Spiritual Songs, 1707
Music: Hudson, Ralph E. Hudson, Songs of Peace, Love and Joy (Alliance, Ohio: 1885) - O coro foi escrito em 1885.
Tradutor: Henry Maxwell Wright (H.M.W.), 1890

CONVERSÃO ALAS! AND DID MY SAVIOR BLEED?
(AT THE CROSS)

1
Oh! quão cego andei e perdido vaguei,
Longe, longe do meu Salvador!
Mas do céu Ele desceu,
e Seu sangue verteu
Pra salvar um tão pobre pecador.

Coro
Foi na cruz, foi na cruz,
onde um dia eu vi
Meu pecado castigado em Jesus;
Foi ali, pela fé,
que os olhos abri,
E agora me alegro em Sua luz


2
Eu ouvia falar dessa graça sem par,
Que do céu trouxe nosso Jesus;
Mas eu surdo me fiz,

converter-me não quis
Ao Senhor, que por mim morreu na cruz.

3
Mas um dia senti meu pecado, e vi
Sobre mim a espada da lei;
Apressado fugi, em Jesus me escondi,
E abrigo seguro nEle achei.

4
Quão ditoso, então, este meu coração,
Conhecendo o excelso amor
Que levou meu Jesus a sofrer lá na cruz;
P'ra salvar a um tão pobre pecador.

1.

Alas! and did my Savior bleed
And did my Sovereign die?
Would He devote that sacred head
For sinners such as I?
[originally, For such a worm as I?]

 

Refrain
At the cross, at the cross

where I first saw the light,
And the burden of my heart rolled away,
It was there by faith

I received my sight,
And now I am happy all the day!

 

2.
Thy body slain, sweet Jesus, Thine—
And bathed in its own blood—
While the firm mark of wrath divine,
His Soul in anguish stood.

 

 

3.
Was it for crimes that I had done
He groaned upon the tree?
Amazing pity! grace unknown!
And love beyond degree!


4.
Well might the sun in darkness hide
And shut his glories in,
When Christ, the mighty Maker died,
For man the creature’s sin.


5.
Thus might I hide my blushing face
While His dear cross appears,
Dissolve my heart in thankfulness,
And melt my eyes to tears.


6.
But drops of grief can ne’er repay
The debt of love I owe:
Here, Lord, I give my self away
’Tis all that I can do.k